Pular para o conteúdo principal

POEMA de Anita Mattos ** ilustração Clevane Pessoa


Por "distração" transformei uma simples companhia em amor... Quando vi me perdi. Doeu até os dentes... O amor era só meu... Guardado na caixinha de música (a canção era tão bonita).
Quando o sol bateu na janela do meu quarto acordei.
 
E retornamos para o caminho do coração
{eu sou amor da cabeça aos pés} 

in FLORESCER
ed. costelas felinas

Comentários

Anônimo disse…
Gostei por demais do poema.
O desenho tb gostei bastante, já estou me acostumando com os traços de Clevane Pessoa.
Pamela Andrade
clevane disse…
Pamela Andrade, estou amando essa parceria com o Movimento Cult.Meus desenhos, assim, têm mais visibilidade , ou são mais vistos que em livros ou revistas, penso.Uma nova energia entre eles e poemas de outros autores também.Amo ilustrar ou apenas decorar outros poetas e seus versos!Bjs.
artesanal livros disse…
COMENTÁRIO ENVIADO POR E-MAIL

Nossa!
Obrigada pela valorização da arte!
Com a ilustração ficou belo!

Que presente!

Anita Mattos

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.