DESTROÇADA REPÚBLICA (E ESCOLA) - Emanuel Medeiros Vieira

 O MEU POVO ESTÁ SENDO DESTRUÍDO  POR QUE LHE FALTA CONHECIMENTO
                                 (Profeta Oseias* 4:6)

Talvez esteja sendo injusto (em relação à epígrafe)com um povo sofrido – que pega vis conduções de madrugada, que é assaltado de todas as formas, amesquinhado e ludibriado desde os inícios de nossa perversa colonização – excludente, voraz e iníqua.
Eu queria, com a epígrafe, reforçar o lugar-comum sempre necessário: SÓ A EDUCAÇÃO PODERÁ NOS LIBERTAR. COMO A VERDADE.
Ou sempre seremos surripiados, ludibriados e roubados por uma raça ou quadrilha de gente cruel e ordinária instalada nos chamados três poderes – abutres dos nossos sonhos.
No fundo, como em certos rincões da China (onde também existe muita corrupção, e é uma ditadura com trabalho escravo), a gente talvez desejasse que essa gente fosse executada em praça pública, com as balas sendo pagas pelas famílias dos corruptos.
É claro que é um desabafo, mas uma prisão perpétua, com todos os direitos dados à defesa, não seria ruim... Uma limpa, uma purificação, uma catarse.
“Esqueçam o que escrevi, como disse o Patriarca da Dependência (FHC)?

A “República da Odebrechet” revela que o fedor passou do insuportável.
Basta de consensos, conchavos, acertos imorais, articulações na boca da noite, e de impunidade.
Quais os partidos que escapam desta impressionante rapina aos cofres públicos? Falo das agremiações ideológicas. Que eu me lembre. Só o PSOLO e o PSTU (sem representação parlamentar).
Como não amo partidos fascistas  e stalinistas, deixei de citar um, eu sei.
Recordo-me, vendo tanto roubalheira, tanto descaso com o bem público, das minhas viagens ao sertão nordestino- não só da seca, mas de tanto sofrimento e desigualdade..
É de estarrecer a insensibilidade de nossa classe política. Ingênua a minha indignação? Talvez..
Lembro-me de Darcy Ribeiro, profeta da esperança, conclamando por uma Escola decente.
E evoco também o baiano Anísio Teixeira, assassinado pela ditadura (conforme investigação de João Augusto de Lima Rocha, doutor aposentado da UFBA – Universidade Federal da Bahia) – que deu fundamento à luta pela escola pública no Brasil, com base no princípio de que é a escola pública universal e gratuita, a cargo do Estado,” que produz a democracia, e não o contrário”, como observou o professor citado.
Os brasileiros democratas só esperam a descoberta dos autores do assassinato daquele que, talvez, foi o maior educador brasileiro de todos os tempos.

Não se enganem: os arranjos já estando preparados, com parlamentares, gente do Executivo e membros do Supremo– um deles já disse que caixa dois não é assim tão grave – como se não fosse corrupção.
Meu (saudoso) pai diria: quanta patifaria!
*Praticamente nada se sabe sobre a vida do Profeta Oseias.
Viveu entre 780 e 725 a.C

(Brasília, abril de 2017)
postagem enviada pelo autor


Comentários