MIRANTE de Iacyr Anderson Freitas


Não foram poucos os críticos e escritores que saudaram a publicação artesanal de Mirante, em edição costurada manualmente, com baixa tiragem e distribuição restrita.

Acerca dos “mirabolantes Mirantes”, expressão cunhada por Glauco Mattoso, por exemplo, o poeta, tradutor e ensaísta Ivo Barroso escreveu em sua coluna do Jornal do Brasil: “A série de sonetos moderníssimos (...) evidencia o quanto ainda se pode esperar dessa forma fixa, às vezes tão vilipendiada, e que adquire nas mãos de Iacyr uma plasticidade incomum, por ser melódica e petrosa ao mesmo tempo”.
Por conta de sua destacada posição na bibliografia de Iacyr Anderson Freitas, Mirante foi inserido já no primeiro volume da obra reunida do autor, intitulado A soleira e o século, que veio a lume em 2002 e conquistou duas premiações no Brasil e uma na Itália. 
Também por este mesmo motivo o referido livro foi escolhido, dezoito anos após o lançamento ocorrido em 1999, para inaugurar a coleção que pretende trazer ao ambiente virtual dos eBooks a obra poética completa do autor de Viavária e Estação das clínicas, agora em edição integralmente revista.
O Autor:
Tendo publicado diversos livros em quase quatro décadas de carreira literária, o poeta, ensaísta e contista Iacyr Anderson Freitas (nascido em 1963) obteve pelo menos uma vintena de premiações nacionais e internacionais, incluindo o 1º lugar no Prêmio Literário Nacional do PEN Clube do Brasil (Poesia) e, por duas vezes, o 1º lugar no Concurso Nacional de Literatura Cidade de Belo Horizonte (Poesia).
Sua coletânea de contos Trinca dos traídos conquistou a menção especial do Premio Literario Casa de las Américas, em Cuba, sendo também inserida na seleta lista de obras literárias de leitura obrigatória para os vestibulandos da Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-EDESP). Mais recentemente, seu livro-poema Ar de arestas foi finalista do Prêmio Jabuti e semifinalista do Prêmio Portugal Telecom.
A obra do autor mineiro se encontra traduzida para diversas línguas e publicada em muitos países – Argentina, Chile, Colômbia, Espanha, França, Itália, Malta, Nicarágua, Peru, Portugal, Suíça, EUA e Venezuela. Sobre Iacyr, escreveu Vera Lúcia de Oliveira na revista italiana Fili d’Aquilone nº. 10:
“È poeta commosso e commovente, torrenziale e allo stesso tempo contenuto nelle forme, sia quando la materia lirica fluisce in versi liberi sia quando viene scandita e misurata, come nei sonetti della raccolta Mirante, del 1999.”



postagem enviada por Iacyr Anderson Freitas

Comentários