MULATO de Francisco Rodrigues Gonçalves

   Mulato era o apelido de um jovem pobre nascido numa terra de gente trabalhadora. Convivia com vaqueiros que enfrentava os espinhos da caatinga a procura do gado, com os lavradores que trabalhava com fé e coragem, apesar das dificuldades não desanimavam.
    Numa tarde de Domingo, Mulato percorria os caminhos da terra natal, quando percebeu que tinha um animalzinho frágil caído entre os cactos e muito ferido. Mulato aproximou do local e percebeu que era um cachorrinho, carinhosamente pegou o animal e o levou...
Em poucos dias o animal estava sadio e forte, correndo e latindo em volta do quintal. O cachorro tornou-se um amigo inseparável de Mulato, por onde ele ia lá estava o animal.

   Com muito trabalho e fé em Deus, Mulato conseguiu comprar um sítio à beira de um rio temporário. Certo dia às margens desse rio o cachorro fareja o chão com ansiedade querendo dizer algo ao dono, Mulato cavou o chão para ver o que tinha ali, depois de cavar muito encontrou algumas pedras até então desconhecida para ele, mas depois de buscar informações sem revelar o motivo descobriu que aquelas pedras eram ouro.
   Mulato ficou rico com a ajuda de um cachorro amigo que ele encontrara caído entre os cactos quando ele percorria os caminhos de sua terra. Não despreze um verdadeiro amigo ele vale ouro, colhemos sempre o que plantamos.

Francisco Rodrigues Gonçalves
enviado pelo autor


  

Comentários