Pular para o conteúdo principal

ALMAS COM FOME de Cláudia Brino / MINGAU DAS ALMAS de Vieira Vivo

Lançamento em conjunto aconteceu no ano de 2008. Iniciando aqui a parceria definitiva de Vieira Vivo, como co-editor e encadernador da Costelas Felinas.

A foto foi retirada na noite de autógrafos e na imagem ao lado aparecemos com o também poeta Raul Christiano (fundador do grupo Picaré).


Prefácio

Mingau das Almas é a junção de poemas lapidados com a capacidade sensorial de sentir nas digitais o crescente mágico dos versos talhados para a convergência da matéria até ao estado alucinógeno e encantador de frases como “quimeras incrustadas no asfalto”.

            Vieira Vivo em sua maneira singular e límpida de dizer e redizer as coisas cotidianas transporta o leitor pelas estrofes realizadas ao sabor do etéreo, do encantamento de se aperceber nos detalhes do dia a dia.
            Versos que propiciam ao descanso depois do ato libidinoso do poema Cantata ou então a linha melódica do Compasso de Espera: “E outros virão no compasso da vida/Já sei que a volta, também/é uma partida.”.
            Seus poemas trazem um torpor que nos torna engrandecidos pelo simples fato de podermos estar à altura de lermos e sentirmos a criatividade do poeta que com simpleza diz: “ofereço simplesmente/o que trago na memória”
            Só nos resta apreciar “a tarde amarelada”, nos perder “na madrugada insana” e constatar a presença do “profeta do bem-virá”. -  por Cláudia Brino




Nosotros        

            No caso do avanço: o pé cabe na pegada
            Cabe um tanto para todos
            A vereda é dadivosa
            Sabe a senha dos que sabem

            No caso da paragem: aparece sempre...
            Mais, para preparar terreno
            Saciar silêncio e sono
            sob a saga do sossego

            Somos simples serelepes
            Seres lépidos
            Seres leves
            Seresteiros

            O tempo todo tramando toques
            Tocando o barco à tempestade
            Tocando o bojo
            da juventude       

 poema de Vieira Vivo - Mingau das Almas

Antes que o sol acabe
reze para o finito de meus olhos
e peça para que minha lágrima
mate sua sede.

Sei que não entendes quando digo:
mesmo contigo estou só
E todas as horas o mesmo protesto
da lua reclamando por trás das nuvens
trançadas.

E o amor empalidecido na pureza
da noite.

Permaneço como Ícaro
buscando o inatingível desejo.

Remo ao sol
buscando uma metáfora de mim mesmo

poema de Cláudia Brino - Almas com Fome


Costelas Felinas - livros e revistas artesanais
http://artesanallivros.blogspot.com.br/
Faça 01 exemplar de sua obra grátis



adquira diretamente com o autor(a) e receba em casa o livro autografado .
cacbvv@gmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.