Pular para o conteúdo principal

O SIGNO DA BORBOLETA - de NELI MARIA VIEIRA

           PEQUENOS POEMAS
              OU DOCINHOS DE COCO BAIANO? ...

                        Aristides Theodoro
    
            O poema, em si mesmo, não passa de uma coisa abstrata. Insossa, incolor, inodora. Porém, paradoxalmente, para mim, esses poemetos de Neli Maria Vieira possuem cor, cheiro e um gostinho de doce de coco baiano. Não são agridoces, enjoativos, como doce de leite ou goiabada, nem sensaborões, como doce de cidra ou de fruta-pão. São pequeninos, suculentos, olorosos e agradáveis ao paladar de qualquer cristão. Então, degustemos

“Os diabos que comiam a tarde;
Não critico o mundo se ele me carrega;
Se o poema é leve/sou sempre dele/
Um recorte do universo”.



            Como vemos, estes são alguns fragmentos dos poemas de Neli Maria Vieira contidos em “O Signo da Borboleta” – primeiro livro de versos da autora, epigrafado com frases de Clarice Lispector, onde lemos o seguinte: - “Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir”. O que leva o leitor a pensar que para melhor entender a poeta de “O Signo da Borboleta” precisa apenas abrir o livro e degustar os seus pequenos poemas, assim como se degusta, vagarosamente, um saboroso docinho de coco baiano.
            Iracema M. Régis, falando sobre a obra de Neli Maria Vieira, disse: ... “uma poesia intimista, às vezes trágica, crítica, pessimista e que revela a filosofia de vida da autora”.
            A arte de Neli Maria Vieira me fascina desde que a vi pela a primeira vez, numa sala de aulas, onde assistíamos a um Curso de Literatura, intitulado Extensão Universitária e tive o privilégio de ver a poeta/pintora, em tom de brincadeira, executar um dos seus trabalhos plásticos, dentro do seu estilo INISTA. Coisa que até ali não ouvira falar. Após presentear-me com o pequeno mimo desenhado na hora, falou-me minudentemente sobre o movimento INISTA, que tem sede na cidade de Pescara, na Itália, do qual ela é representante e uma das pessoas mais ativas em nossa terra.
            Como sempre ando de olhos em gente que possui queda para as artes; não vacilei em convidá-la para que ilustrasse meus livros, como também os textos publicados numa coluna literária, que mantenho há vários anos no jornal A Voz de Mauá e que esses desenhos fossem estendidos para algumas revistas, onde a Neli, com seu traço límpido, inova-dor, passou a colaborar. Há mais de 7 anos mantemos essa parceria, um complementando o trabalho do outro.
            Neli pertence ao Conselho Editorial da revista BÉRÉNICE, editada na Itália e tem visto suas ilustrações espalhadas por esse mundão de deus nossos senhor jesus cristo afora, ora pongando na garupa da Internet, ora nas páginas dos livros, jornais e revistas por ela ilustrados.

            Tenho plena certeza de que Neli Maria Vieira veio para ficar no mundo das artes não somente como pintora, porém como poeta, ensaísta e contista, talento,coragem e responsabilidade é o que não lhe faltam. Portanto, “para frente e para o alto!...”, Dona Neli Maria Vieira; só assim é que se alcança o pináculo da “montanha mágica!...”.     

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.