Pular para o conteúdo principal

PROSA AFIADA - de Clara Sznifer


PREFÁCIO

 A vida precisa de ritmo... e um texto também.  Acontecimentos intensos junto a outros não tão excitantes fazem-nos  navegar pelo cotidiano... ao sabor das marés, o texto sopra palavras cortantes como o vento frio e leves, silenciosas, parecendo a espuma a deslizar na areia..
   A "Prosa Afiada"de Clara Sznifer faz-se desse modo. O aspecto jornalístico dos textos, com particularidades de notícias, não impede que sejamos tocados profundamente pela reconstrução da memória  afetiva  da autora, ao evocar seus  antepassados e presentificá-los no instante reflexivo do atual cotidiano. A viagem a Israel  é profícua – Clara retorna às origens; reconstrói a história de seus antepassados, marcada pela perseguição e extermínio aos judeus,  de onde brotam os temas para seus textos: solidariedade, inclusão, liberdade, as relações do homem com a terra e sua obstinação para fazer brotar vida do solo árido. O exílio, o extermínio e a dispersão de seu povo transparecem nas alternativas para substituir o convívio com os parentes desaparecidos. Clara volta à própria infância em Salva-dor, às brincadeiras na área externa do prédio, aos cuidados da mãe e das "tias adotivas".

   "Sobre a educação" é quase um ensaio sobre a formação plena da criança e do jovem, hoje, e a dificuldade de inserção no mercado de trabalho. Clara enfatiza a educação para todos, de forma democrática e universal. Ao conhecer a travessia do amigo Olímpio, do sertão nordestino para o sul, a autora revê a caminhada de seus ancestrais e sua prosa reveste-se de lirismo, pois a canção, que entremeia o relato, revela a força dos fracos, que resistem e lutam para viver com dignidade. A gratidão da autora aos antepassados é explícita ao saudar o avô, "meu Rei Salomão"... e perceber a história de ontem ainda hoje, tão longe e tão perto...
   As metrópoles surgem duras como pedras e trazem o alheamento, até quando se convive no mesmo prédio, entre a indiferença e o distancia-mento  dos vizinhos, talvez decorrentes do medo e da fragilidade diante dos perigos. Para Clara Sznifer nada justifica essa atitude, pois é preciso ampliar o olhar e a solidariedade. Em "A figueira da praça", o desejo de harmonia e de recuperação do que foi perdido ao passar do tempo, a delicadeza, o amor e o bom senso, levam-nos a caminhar nesse espaço e florescer como a velha árvore... E esquecemos da rapidez e da pressa com que a mídia traz as notícias, priorizando deslizes e superficialidades.
   A leitura é mais descontraída diante de crônicas humorísticas e repletas de ironia, ou assuntos  inesperados, como a inclusão "surreal" em uma das favelas indianas, onde as crianças têm acesso a um computador com internet , por meio de um buraco no muro! "Zabé da loca", apesar dos aspectos  jornalísticos sobre a seca nordestina, é pura nostalgia e sentimento na evocação do silêncio da mulher (que é a própria gruta), contrapondo-se à música quando ela toca o pífano...  A autora retoma a alegria do fazer  na herança deixada por José Mindlin e espera que frutifique  entre nós.
  A prosa de Clara, sempre afiada, traz a ocupação irregular de solos instáveis  relaciona-da à letra da música "Águas de Março", levando-nos a pensar  numa premonição de Tom Jobim.  Faz crítica política e ambiental e desnuda a complexidade do homem de atitudes irracionais ao devastar o biossistema, alterando o equilíbrio ecológico e prejudicando a qualidade de sua própria vida na terra.
   Ao finalizar a leitura, respondo à pergunta de um dos textos: Clara, fique tranquila! O livro não vai sair de circulação! Não podemos ser impedidos de ter esta " Prosa Afiada"  em nossas mãos para degustar calmamente cada palavra, num prazeroso folhear de páginas e textos, num  ir e vir reflexivo, neste tempo de repensar as relações do homem com a terra, com o outro e consigo mesmo.
Regina Alonso

Costelas Felinas - livros e revistas artesanais
http://artesanallivros.blogspot.com.br/



adquira diretamente com o autor(a) e receba em casa o livro autografado .
clsznifer@gmail.com 

Comentários

Anônimo disse…
RECOMENDO. LI JÁ FAZ ALGUM TEMPO. GOSTEI MUITO..
MARCOS SILVÉRIO
Anônimo disse…
Que capa bacana.
Juju Leal

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.