AMOR MOFADO - de Cláudia Brino

AMOR MOFADO
contos

Seu "Amor mofado", que coisa linda (triste, mas linda, melancólica, nostálgica, poesia intensa, pura), identifiquei-me bastante. Você me conhece bem, sabe que eu não diria se assim não fosse, tentei escrever um trecho de que mais gostei, desisti, pois adorei demais esse livro". Comentário de Hilda Curcio, enviado por e-mail. 


leia o conto TOMANDO CAFÉ

Marta levou a xícara até a boca e tomou um gole do café que ela mesma preparara, como sempre sem açúcar. Olhou para o outro lado da mesa vazio e a neblina em seu olhar é quase lágrima.


            Ela caminha até ao quarto do casal,  encosta-se no batente da porta e o observa dormindo. Marta está em desconsolo, tomando café que na  verdade não lhe oferece nada, assim como o amor não lhe oferece nada e o verso, também em jejum, a deixa para o dia seguinte, não lhe oferecendo nada.         

            Marta resolve voltar para cama, deitar no frio lençol. Olha para seu companheiro novamente, e o vê como em todas as noites; abraçado ao travesseiro...  Sua paquera atual.

Costelas Felinas - livros e revistas artesanais
http://artesanallivros.blogspot.com.br/



adquira diretamente com o autor(a) e receba em casa o livro autografado .
cacbvv@gmail.com

Comentários

artesanal livros disse…
Amor mofado", que coisa linda (triste, mas linda, melancólica, nostálgica, poesia intensa, pura), identifiquei-me bastante. Você me conhece bem, sabe que eu não diria se assim não fosse, tentei escrever um trecho de que mais gostei, desisti, pois adorei demais esse livro". Comentário de Hilda Curcio, enviado por e-mail.