ARREBENTO-ME DE PERPLEXIDADE - Clevane Pessoa

Arrebento-me de perplexidade
racha-me a pele sensível da alma
os pés calejam-se e sangram



postagem enviada por Clevane Pessoa

Comentários

Humberto Varela disse…
CLEVANE PESSOA BUSCA EN LO ABISMAL Y EN LA EPIDERMIS DE LA LUZ LA FUENTE DE SU POESÍA.