Pular para o conteúdo principal

A MEDIC' ENSINA, SÓ DEUS CURA - Márcia Brabo

O propósito da autora é propagar seus conhecimentos de forma menos técnica, com mais humor e amor à humanidade, de modo a alcançar todas as faixas etárias e profissões, divulgando-os em rimas e pequenas histórias poéticas, para mostrar como o corpo humano funciona. Para isso, dividiu a obra em Órgãos Externos e Internos, como se eles próprios falassem de si, solicitando cuidados, doações e fazendo campanhas, a fim de sensibilizar o ser humano a olhar para o próximo e si próprio.



A Face

É com “Ela”, que me deparo com reverência
Diariamente, quando cada ruga, conto.
E mesmo sem espelho,
diz nossa infalível impaciência:
- A maquiagem, retoco!

Na verdade, e de preferência
Muitas vezes, reboco,
Para esconder novas rugas,
 em sua vã inconveniência!
Mas, no pescoço dificilmente remoço,

Pois aí, a flacidez está “uma indecência”,
Necessitando da cirurgia com urgência!
Por isso, lá vem o botox em sequencia
Para garantir em meses,
o que já não tinha em anos!

Já que qualquer trauma se mostra com frequência,
E a cicatriz não fica “debaixo dos panos”!
O botox não dá a mesma permanência
Que a cirurgia, mas traz menos danos

Sem o peso na consciência
De como ficaria, ao longo dos anos!
No entanto, enfim, noto uma inconsequência,
Em toda essa transformação,
humana ou desumana?

- Minha despersonificação, na essência!
Não estava nos meus planos!
Então rosto, não seja objeto de experiência:
- Volte a ser Humano!

- Peça clemência!
- Sorria, e mostre suas rugas e vincos,
em todos os ângulos!

Mas, primeiro confira: - Seu plano tinha carência?

As Mamas

Mais conhecidas como seios,
Quando grávidas, drenam o alimento
do bebê herdeiro
Mas, aos homens, causam “tesão e desnorteio”,
Pois são bonitos, mesmo quando em exagero!

Se pequenos demais... Próteses substituem-nas, com esmero.
Conforme apontam, ao sul ou ao norte,
são mensageiras
Se, precisarão do sutiã, como aliado e esteio,
Para mantê-las firmes e sempre inteiras.

Surgem aos pares, para seu galanteio,
Prontas ao afago, e ao aconchego certeiro.
Por isso, cuidem delas, “mulheres fagueiras”,
Para, se possível, nunca perdê-las!

São o símbolo do sexo feminino faceiro
Que numa competição, chegam primeiro.
Invadem a mente dos homens “sem rodeios”,
Sem perceberem, o quanto “elas” são traiçoeiras.

Os homens merecem vê-las?
Só quando seguirem o conselho derradeiro:
- Em vez de palavrões, usem as palavras com zelo,
Ao elogiarem esses “seios feiticeiros”!
  
Sejam falsos ou verdadeiros,
Ainda assim, são os principais modelos
De como a natureza foi pródiga em fazê-los
Nem que seja, só para olhar ou mordê-los!

Mesmo assim, experimente entretê-los:
- Verá que são felizes ponteiros
Sem nenhum farol desordeiro,
Para deter seu suave balançar arteiro!


adquira diretamente com a autora
Costelas Felinas - livros e revistas artesanais

Comentários

Cris Dakinis disse…
Eu tenho a sorte de ter adquirido esse livro da Marcia Brabo. Sensibilidade extrema e poemas primorosos. Veja que maravilha o trabalho poético nesse exemplo aqui postado acerca de rugas. Ela fala dos anos, ela cita os panos (a pele, os anos); diz sobre a efemeridade... em um passar de meses! E por fim, os planos. E a carência do plano? Ela, doutora e poetisa indaga ao final... Grande escritora, boa sacada! O seu poema é eterno. Parabéns pelo livro novamente e pelos outros poemas que lá estão :)

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.