Pular para o conteúdo principal

GRANDES ESPERANÇAS - Maria Adairtes

Passeando a beira mar
A saudade é imensa
A areia fina
O sol aconchegante
Lembrando os tempos
Que juntos planos fazíamos
Para um futuro brilhante!

O tempo passou
E nem puder perceber
Meus cabelos começaram a embranquecer
E as poucas rugas
Deixaram-me a pensar
Tudo é belo
Como é bom poder recordar!

Você se foi
Nada mudou
Naquela praia tão bonita
Que me encanta e alucina
Até os bancos continuam como antes
Onde sentávamos

Em momentos aconchegantes!

poema Beira mar
in Grandes Esperanças



adquira o livro diretamente com a autora

Costelas Felinas - livros e revistas artesanais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.