Pular para o conteúdo principal

CONSTRUÇÃO - Márcia Guedes

Nos versos do primeiro poema, a autora diz: “E no transcurso/Das linhas/Puras poesias/Todo processo”, revelando ao leitor o que busca: a palavra e o encantamento. Palavra-ímã que atrai o poeta, agora instrumento da própria palavra.
   E Márcia entrega-se, deixa-se conduzir sem opor qualquer resistência, o lirismo brotando nos versos... “Friozinho desatino/Sorte cruel, tarde de domingo/Delicados matizes”.
   Busca no infinito a força de que necessita para cumprir seu destino. Na evocação da mãe, não apenas a sua, mas todas, a acolhida e a amplitude do olhar e do sentir do poeta, que sabe onde o poema é gerado antes de ser parido. É no de dentro que se faz  a tessitura do poema, que depois chegará ao leitor para ser deglutido, devorado e incorporado talvez, em (re)criações.
   “Nesta abastança dos sentidos”, Márcia torna-se íntima das estrelas “como vaga-lumes brilhando”... onde se recosta e desfruta da brandura das noites de sua terra. Noites que se transformam “Sob a  neblina do vento frio” trazendo melancolia e sofrimento. Fases que se alternam diante do amor, que “Aqui dentro/Cresce/Não se refaz/Apenas/Continua... E nesse tempo, nesse fluir inexorável, a constatação: “Dias de colher o que se plantou/De comer o pão que a vida amassou/Dias de alegria/De ventania”. Jorram lembranças, matéria de poesia que Márcia burila mantendo a pureza da palavra: “Entre os bananais/infância atroz/Sombria infância”.
   Mas a esperança espreita (ou o poeta é um fingidor, como dizia Pessoa?) e no “final (como anjos) todos sobem”.
   Márcia cumpre seu destino, seu ofício de artesã de palavras: “De certo meus dedos/Revelam-me no escuro”.  -  por Regina Alonso

Noite

Cai sombria noite
Sob a neblina do vento frio
A sudeste dos sonhos
Na eloquência do destino

Ventando a alma
Sofre, diante da melancolia
Vazio sem a presença
Desavenças
Do passado frio.


Surtos

Vi estrelas naquele horizonte
Senti o toque a deslizar o hemisfério
E dentro das expectativas descobri  nomes
Codinome inventado saído do ventre
Celeste ponte das azaléias
Conquistar a artimanha inventada
Foi o sério traçado das minhas idéias


Costelas Felinas - livros e revistas artesanais


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.