Pular para o conteúdo principal

BEBIDAS tema da revista CABEÇA ATIVA 18

Sedentos nos achegamos aos cântaros e neles mergulhamos o paladar. E a contumaz degustação de poemas nos embriagou de versos para que dessa  orgia se  fizesse  presente a  Cabeça Ativa
 nº 18.  Ao mergulharmos no universo dos líquidos nos banhamos em textos de maleabilidade sonora surpreendente, interpretações de sedentas ânsias, bebedices extremas e um destilar de imagens rodopiando, em ziguezague, ao redor das páginas.


Com a sua inebriante embriaguez dos sentidos o álcool tem desfrutado da amizade de poetas e artistas. Descrever sua dança de entorpecimento e prazer tem movido a criação rumo à busca do insaciável. Desde as celebrações da antiguidade o litúrgico, também, tem sido embebido em líquidos fermentados e sorver algo embriagador sempre se delineou como um requinte para raros. E, ainda, há a suprema satisfação interior ante o aplacar da sede que se manifesta na reverência que devotamos aos líquidos coloridos e seu séquito de sabores. 


E, assim, empunhando nosso geométrico vasilhame de papel reciclado, os convidamos a compartilhar de nossa sede e a sorver conosco, gole a gole, o que transborda através de cada verso e assim aliviar, por alguns momentos, nossa extrema secura pelo frescor revigorante das palavras.

AUTORES DESTA EDIÇÃO

04  José Paulo M. da Fonseca
            Carl Solomon
05  Henriqueta Lisboa
            Alice Ruiz
06  Coral Bracho
            Luiz Carlos Gonçalves
07  Raul Christiano Sanchez
            Nicolas Behr
            Humberto Del Maestro
08  Tasso da Silveira
            Gabriela Mistral
09 Dora Ribeiro
            Marly Barduco Palma
10  Iracema M. Régis
            Elizeth Cardoso
12 Teresinka Pereira
13  Seamus Heaney
            Selmo Vasconcelos
14 Clara Sznifer
            Paul Celan
15 Mahelen Madureira
            Aymar Mendonça Lopes
Waldemar Gaspar Junior
16  Antonio do Pinho
            Omar Kháyám
            Miguel Torga
17  Cleonice Rainho
            J. H. S Henriques
18  Ewerton de Souza
            Ricardo Silvestrin
            Laerte Magalhães
 Cassiano Ricardo 
CAPA Neli Vieira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

Trajes Poéticos - RIMA ENCADEADA

Palavra final do verso que rima com outra palavra do meio do verso seguinte.

*****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.